Olá amigos investidores!

Investir em BDR ou direto no exterior? Acho que este tema foi o mais comentado na primeira quinzena de agosto. Essa dúvida se vale a pena investir em BDR já é antiga, no entanto, a B3 resolveu mudar umas regras para tentar facilitar. Mas será que facilitou?

O que são BDR?

Bom, se você ainda não sabe o que é BDR, sugiro que navegue diretamente no site da B3. Melhor lugar para pegar informação é direto no site da B3 mas de qualquer maneira, vou deixar aqui o texto explicando o que são BDR. Lá no site tem mais explicações.

O texto abaixo foi extraído do site da B3.

Os Brazilian Depositary Receipts Patrocinados (BDR) são valores mobiliários emitidos no Brasil, que possuem como lastro ativos, geralmente ações, emitidos no Exterior. Para emissão do BDR Patrocinado, a companhia emissora dos valores mobiliários no Exterior deve contratar no Brasil uma instituição depositária, a qual será responsável por emitir os BDRs.

A instituição depositária tem como responsabilidade garantir que os BDRs Patrocinados emitidos no Brasil de fato estejam lastreados nos valores mobiliários emitidos no Exterior. Desta forma, a instituição depositária mantém uma conta em um custodiante no Exterior onde permanecem depositados e bloqueados os respectivos valores mobiliários utilizados como lastro dos BDRs Patrocinados. A instituição depositária deve garantir que não haja qualquer descasamento entre o saldo dos valores mobiliários no Exterior e dos BDRs emitidos.

As instituições depositárias podem emitir ou cancelar os BDRs Patrocinados conforme a demanda dos investidores locais no mercado primário. Por exemplo, se um investidor solicitar a emissão de um BDR Patrocinado de uma companhia estrangeira, o mesmo deverá transferir os valores mobiliários que detém desta companhia no Exterior para a conta da instituição depositária também no Exterior. Após esta transferência, e verificando que o saldo do lastro é suficiente, a instituição depositária emitirá os respectivos BDRs no Brasil.

Os BDRs Patrocinados, após emitidos, podem ser negociados no mercado secundário através da plataforma da B3 de forma semelhante às ações. Um investidor, ao adquirir BDR, indiretamente passa a deter ações da companhia com sede em outro país, sem que para isso tenha que abrir uma conta em uma corretora estrangeira e tampouco realizar os trâmites de um investimento internacional.

A B3 é a única entidade administradora de mercados que oferece todos os processos de negociação, liquidação e custódia dos BDRs Patrocinados no Brasil.

Os grifos do texto acima são meus e vou explicar um pouco sobre isso nos comentários abaixo. Existe dois tipos de BDR, os patrocinados e os não patrocinados mas para o post não ficar muito grande, se tiverem dúvidas, consultem o site da B3. Vamos ao que penso de investir em BDR.

Investir em BDR

A primeira coisa que precisamos saber antes de investir em BDR é que não estamos comprando o ativo em si. Ao investir em BDR estamos comprando um certificado com lastro em algum ativo no exterior. Geralmente são as principais ações como Apple, Google , Amazon, Tesla e etc.

Qualquer brasileiro pode investir em BDR, basta abrir conta em uma corretora. Elas são negociadas em reais mas seguem a cotação do dólar e o movimento do ativo no exterior. É quase que investir no exterior excetuando o fato de que o dinheiro está no Brasil e que você não tem exatamente o ativo.

Mesmo não tendo os ativos direto, você tem os direitos sobre ele como votar e receber os dividendos. Uma das coisas mais importantes é poder receber dividendos, afinal a maioria de nós pensa em ter uma renda extra algum dia.

Antes, para investir em BDR você precisava ser um investidor qualificado, ou seja, aquele que tem mais de um milhão de reais investidos e declarados. Há a possibilidade de comprar BDR sem ser qualificado. O processo nunca foi muito cobrado e algumas corretoras não cobram comprovante de que você é qualificado.

Investir em BDR

CVM altera regras ao investir em BDR

A Comissão de Valores Imobiliários resolveu alterar algumas regras de negociação de BDR. Ao meu ver, como os investimentos no exterior estão se popularizando, a CVM abriu os olhos para o tanto de dinheiro que está saindo do país para investimentos no exterior.

Várias empresas brasileiras como a XP e a Stone já abriram seu capital no exterior ao invés de abrirem no Brasil. Isso demonstra que o mercado internacional está aberto a empresas Brasileiras e o que é muito bom para nós e para eles.

Além do mais, a Avenue corretora, trazendo o mercado americano totalmente em português para os brasileiros, facilitou mais ainda investir no exterior. Enquanto no Brasil algumas regras dificultam os investimentos, os Estados Unidos abrem as portas tanto para as corretoras quanto para as empresas brasileiras.

Se você ainda não tem conta na Avenue, clique neste link para a abrir sua conta, ganhar 10 corretagens grátis e ser premium sem pagar por isso. Quando terminarem suas corretagens, poderá escolher entre o plano free e o plano premium.

Mas a principal notícia da CVM é que você não precisa mais ser um investidor qualificado para investir em BDR. Esta regra foi flexibilizada e a partir de 01 de setembro, a regra entra em vigor. No entanto, será mesmo que isso muda alguma coisa? Vamos ver algumas características sobre o assunto.

Desvantagens de investir em BDR

Existem algumas desvantagens ao investir em BDR. Primeiramente eu não queria chamar de desvantagens e sim de características, contudo, pensei melhor e vi que realmente são desvantagens. Pode até ser que uma ou outra não seja desvantagem pra você mas com certeza terá um impacto de algum modo.

BDR não tem isenção de imposto

A primeira desvantagem que eu vejo é o fato de não haver isenção de imposto de renda no caso de venda de BDR com lucro. Enquanto investir em ações no Brasil te oferece isenção de imposto sobre o ganho de capital até limite de 20 mil reais , e no exterior esse limite aumenta para 35 mil, investir em BDR não há isenção.

Ou seja, se você vender mil reais com lucro, terá que pagar 15% de imposto sobre o ganho. Esta é a maior desvantagem que vejo, uma vez que pretendemos investir por longo prazo e nos beneficiarmos dessa isenção. Imagine que você invista direto no exterior e todos os meses venda um valor equivalente até 35 mil reais pra viver sem pagar imposto.

Agora, imagine que para cada 35 mil reais que você venda, um imposto no valor de R$ 5.250, 00 seja cobrado. Isso daria R$ 63.000,00 em um ano. Muito dinheiro, não? Então, só por este motivo eu já descarto investir em BDR.

Investir em BDR é manter seu dinheiro em reais

Apesar de os BDRs serem lastreados em ativos no exterior e variarem de acordo com o dólar, seus investimentos continuam em reais. Acho uma grande desvantagem, pois as variações no câmbio podem ser grandes demais em um período curto.

Se você pretende ter dinheiro no exterior para viver, passear, estudar ou por qualquer outro motivo, a melhor coisa é já deixar esse dinheiro lá. Sendo assim, a melhor coisa a fazer é investir direto no exterior. Os dividendos já cairão em dólar na sua conta. Investindo em BDR, você receberá em reais e, caso necessite, terá que fazer o câmbio.

Imagine o seguinte cenário. Você comprou um ativo e vendeu com lucro. O dinheiro caiu na sua conta e você já teve que pagar 15% de imposto. Agora você precisa enviar esse dinheiro para o exterior porque vai viajar ou pagar um estudo para seu filho. No entanto, não envia no mesmo dia, só ralando este envio alguns dias depois mas neste momento, o câmbio subiu 5%.

No cenário acima, mesmo que você tenha investido atrelado ao dólar, perdeu dinheiro pagando imposto e no câmbio ao enviar depois. Claro que o câmbio poderia ter caído e você lucrado mas os 15% de imposto já foram pagos. Novamente é melhor já ter o dinheiro lá fora e as oscilações não farão diferença.

Spread em todas as operações com BDR

Ao investir em BDR a gente paga um spread. Os market makers que são aqueles contratados para fazer o negócio acontecer, cobram um spread para isso. As vezes esse spread pode chegar a 1,5%. Contudo você pode argumentar comigo que enviar dólar para o exterior também paga spread.

Pois bem, de fato ao enviar dinheiro para o exterior paga-se um spread no entanto, paga-se apenas uma vez. Você envia o dinheiro e ele fica lá em dólar. Pode fazer quantas compras e vendas for que não pagará mais pelo envio.

Já investir em BDR faz você pagar spread em cada operação de compra e venda. Este spread não é baixo e ao longo dos anos, vai fazer uma certa diferença. Sendo assim, é muito melhor pagar o spread uma única vez para enviar o dinheiro do que em cada operação aqui.

Taxas dos BDR

Além do spread ainda pagamos uma taxa de 5% sobre os dividendos. Como nada é de graça, afinal não existe almoço grátis, a B3 precisa lucrar com isso além de pagar os custos da operação. Investir em BDR coloca outros atores no meio e alguém tem que pagar essa conta e adivinhe quem?

Outras “desvantagens” ao investir em BDR

Já ouvi muitas “desvantagens” ao investir em BDR. Coloquei entre aspas justamente porque são características que ao meu ver, não são impeditivas assim. Muitos falam da liquidez mas de certo modo isso pode até ser contornado. Além do mais com um possível aumento nas negociações ao longo dos anos, isso não será problema.

Uma “vantagem” seria não passar pelo processo de herança no exterior. Ao ultrapassar 60 mil dólares investidos nos Estados Unidos, você passa a pagar um imposto sobre herança. Esse é um dos principais motivos pelo qual muitos não querem investir no exterior.

Se você é um desses, saiba que existem alternativas para contornar essa situação. Você pode contratar um seguro, pode abrir uma offshore ou até um trust. No entanto precisa de conhecimentos mais especializados e contratar um escritório, o que vai gerar mais custos. Este é um ponto bastante discutido que vai ficar pra outra hora.

Mais uma que já ouvi mas que não acho impeditivo é que os dividendos só caem na sua conta alguns dias depois de serem pagos pela empresa. De fato isso pode atrapalhar por causa do câmbio. Se você vai depender disso para viver no exterior, pode perder um pouco como também pode ganhar. Isso vai ficar na sorte.

Quer mais uma? Então, a quantidade de ativos que você pode escolher diretamente no exterior é 10 vezes maior do que as BDR oferecidas. Obviamente, com a flexibilização, pode ser que isso melhore e mais ativos sejam negociados na B3.

Considerações Finais

Como vocês podem ver, existem diversas características ao investir em BDR. Neste post pontuei algumas desvantagens que acho críticas e ouras que escuto por ai mas não considero impeditivas para investir. Fato é que a CVM está preocupada com o tanto de dinheiro que está saindo do Brasil.

Se você quiser conhecer como investir diretamente no exterior, não deixe de abrir conta na Avenue e ver o review que já fiz aqui no site, basta clicar neste link. Há também um vídeo mostrando as novas funcionalidades da Corretora e o plano premium.

Não deixe para começar a investir no exterior em um momento certo, pois o momento certo não existe. O momento certo é agora.

admin

Author admin

More posts by admin

Join the discussion 4 Comments

  • Sergio disse:

    Agora, imagine que para cada 35 mil reais que você venda, um imposto no valor de R$ 5.250, 00 seja cobrado. Isso daria R$ 63.000,00 em um ano. Muito dinheiro, não? Então, só por este motivo eu já descarto investir em BDR.
    Acho que está mal explicado. É sobre o lucro, não ?
    Esqueceu de considerar a alíquota para investimento no exterior.

    • admin admin disse:

      Sérgio, me expressei mal e esqueci de colocar que, daqui a 20/30 anos, quando você resolver se aposentar, provavelmente terá um ganho de capital muito alto de modo que os 35 mil sejam só de ganho de capital entende? Imagine quem investiu nas FAANG e algumas outras há 10 anos. Muitas empresas multiplicaram o patrimônio por até mais de 500% nesse período. Neste caso, os 35 mil será ganho de capital e incidirá imposto sobre tudo.

  • Bruno disse:

    Bom Dia.
    Não existe vantagem nenhuma???
    Obrigado!

    • admin admin disse:

      Bruno, ter vantagem ou não é relativo. Tem gente que vê vantagem em não precisar fazer o inventário no exterior. Tudo vai depender da sua estratégia. Importante é conhecer as características das duas categorias pra poder decidir.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »
Baixar agora
Increva-se no canal do Youtube e não perca os melhores vídeos sobre investimentos no exterior!
Inscrever-se
Get our best healthy recipes and nutrition tips straight to your inbox!
Get Healthy Now! Extra Health Updates
Sign Up
Your privacy is important to us