Aplicações Financeiras no ExteriorCarteirasEstratégiasInvestimentos nos Estados UnidosInvestir no exterior

A pirâmide dos investimentos – Como construir uma carteira resiliente

By 26 de julho de 20216 Comments

Olá, amigos investidores!

 

Estamos em momentos estranhos no mercado financeiro e o quanto uma carteira resiliente pode segurar um crash?. Desde 2016 eu ouço que um crash estar por vir. Vários amigos me aconselharam para não colocar dinheiro no exterior porque os sinais de crash estavam fortes. Lembro muito da narrativa das taxas de juros de 10 anos do tesouro americano mas nada aconteceu.

Mesmo assim, tivemos uma pandemia que assolou e parou o mundo por um período e consequentemente, o mercado financeiro, no entanto, logo após vermos que o mundo não acabou, tudo começou a subir novamente.

Os mercados estão na máxima. Os bancos centrais injetaram muito dinheiro para segurar a economia e agora, mais do que antes, especialistas estão falando em uma grande crise que pode durar anos. Enfim, crash vindo ou não, temos que ter uma carteira resiliente aos piores momentos.

Diversos nomes como Ray Dalio e Warren Buffet divulgam suas estratégias de investimentos e várias dicas de como construir uma carteira resiliente. Vou comentar rapidamente sobre o Ray Dalio e depois vou falar de como eu vejo a construção de uma carteira de investimentos resiliente.

Carteira Resiliente de Ray Dalio – All Weather Portfolio

 

Se você ainda não conhece Ray Dalio, anota ai no seu caderninho o nome dele e depois pesquise um pouco mais. Ele é autor do livro Principles que fala sobre princípio para ter sucesso nos investimentos. No canal dele no YouTube você também encontra um monte de vídeos explicando um pouco cada princípio dele em animação.

Considerado um dos maiores investidores de hedge fund do mundo, Dalio não se esconde atrás das câmera e sempre explica como podemos nos proteger e lucrar com os ciclos econômicos. Neste contexto ele traz uma carteira chamada All Weather Portfólio.

 

All Weather Portfolio

 

Imagine uma carteira de investimentos que não tenha grandes oscilações, principalmente quando os ativos caem? Seria ótimo ver o mercado caindo 5% mas sua carteira sustentando e caindo apenas 1% não é verdade? Então, Dalio explica como montar uma carteira pra vários cenários econômicos.

E porque uma divisão assim é boa? Porque ela atua nos 4 cenários econômicos. Inflação com aumento de preços, deflação com aqueda dos preços, no Bear e no Bull market. Reparem que a carteira resiliente aborda todos os cenários e você pode construir essa carteira apenas com ETF.

Os Bonds estão representando uma porcentagem maior mas isso é devido a você ter a oportunidade de jogar nas duas pontas com os Bonds. Em um cenário de alta de inflação você investe em um tipo e em outro cenário, você pode ir de renda fixa. Esse tipo de carteira é excelente para quem não tem muito tempo e nem quer ficar estudando os ativos.

Confira também 3 ações que se beneficiam com a chegada do 5G

A pirâmide dos investimentos – Uma carteira resiliente

 

Na verdade eu fiz uma divisão para uma carteira em renda variável. Considero uma carteira resiliente em investimentos em renda variável com diversos tipos de ações. Como temos muitas categorias de ações e aqui também enquadram-se REIT e ETF, podemos dividir cada uma delas em porcentagens da carteira.

Eu sempre comento que usar uma pirâmide como exemplo de um bom investimento não soa muito bem mas aqui estamos falando de uma pirâmide no sentido de que a base é maior e o topo bem menor.

Eu uso essa analogia porque na base da pirâmide temos que ter ativos mais resilientes às crises como muitas das ações dividend aristocrats. Antes de se arriscar em ativos mais voláteis como small caps, devemos construir uma base sólida. Vejam na imagem abaixo que criptomoedas, small caps e SAPC estão no topo da pirâmide com porcentagem bem pequena.

carteira resiliente

O importante é começar pela base da pirâmide e ir subindo com o tempo, como se fosse a pirâmide de Maslow. Você começa com ativos bons para manter a carteira, depois que a carteira estiver com uma boa base, você pode passar a correr mais riscos de forma sempre moderada. Pular de fase e investir direto em ativos de maior risco, pode te dar um ótimo retorno mas a média é que a gente perde mais dinheiro do que ganha.

 

Rebalanceamento da carteira

 

Como ativos mais especulativos e arriscados como derivativos e small caps podem trazer retornos grandes, eles ocupam menor porcentagem na carteira. Digamos que você invista em uma small cap que em dois anos sobre 1000%. Lembro que isso é possível, pois temos alguns exemplos disso nas bolsas de valores pelo mundo.

Se esse ativo sobe 1000%, ele passa a ocupar uma grande posição na sua carteira e nessa hora é bom fazer um rebalanceamento para manter a carteira resiliente. No entanto, se esse ativo cair 90%, não vai derrubar a sua carteira porque você só tem algo em torno de 1 a 2% nele.

Por outro lado, quando você coloca ativos resilientes na base da pirâmide, você tem uma solidez em caso de crises e por isso ela deve ocupar a maior porcentagem. Vimos há pouco, durante o pior momento da pandemia em 2020, que alguns ativos caíram até 70% enquanto outros oscilaram menos do que 10%.

Observando as empresas dividend aristocrats, apesar de um recuo no preço do ativo, os dividendos foram mantidos, ou seja, se você comprou mais ativos na queda, melhorou seu preço médio e ainda aumentou seu yield on cost.

Nova crise chegando

 

Estamos com uma nova crise chegando? Sinceramente, não sei mas de qualquer maneira, é sempre bom ficar atento aos sinais que estão à nossa frente. Apesar de não ter visto um crash desde 2016 quando comecei a investir no exterior, não quer dizer que não esteja chegando. Em momentos de euforia a gente arrisca muito mais do que devemos.

Ray Dalio, Michael Burry e Howard Marks são referências no assunto. Marks em seu livro “O Mais importante para o investidor”, aborda com maestria essa questão psicológica que temos de achar que tudo só vai subir e esquecer do que pode acontecer em seguida. Se você não leu esse livro, recomendo fortemente que leia.

Considerações Finais

 

Crise chegando ou não, devemos sempre manter nossa carteira resiliente. Nunca saberemos exatamente quando uma crise pode chegar e o quanto ela pode demorar. Muito menos saberemos o quanto ela vai afetar nossa carteira, portanto, mantenha-se sempre preparado.

Temos a tendência e a ganância de querer achar o ativo que vai subir mais e as vezes negligenciamos alguns alertas e a estratégia de investimentos, sendo assim, é sempre bom trazer um alerta.

E você? O quanto sua carteira está resiliente? Você já parou para ver as divisões da sua pirâmide? Deixe aqui nos comentários qual é a sua estratégia para passar por crises.

Bons investimento.

Alex.

Alex Mendes

Author Alex

Alex Mendes é o autor no site Como Investir no Exterior e do blog bpmilhao.com. Investe no Brasil desde 2007 e no exterior desde 2016.

More posts by Alex
0 0 votes
Article Rating
Inscreva-se
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

6 Comentários
Novos comentários
Comentários antigos Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leandro XAvier
Leandro XAvier
1 mês atrás

Bom dia, camarada! Uma sugestão seria vc apresentar opções dentro de cada fração da pirâmide. Acompanho seus vídeos no youtube. Sei que há bastante coisa por lá tb. De repente, pode usar os links dos vídeos qdo favorecem sua sugestão de ativos .

Russo
Russo
1 mês atrás

PS: bastante popups neste seu site…deixa eles na lateral pra nao atrapalhar a navegacao pf

Russo
Russo
1 mês atrás

Nao acha muito 40% em TLT ?

Translate »
6
0
Que tal deixar seu comentário? Ele será bem vindo!x
()
x
Get our best healthy recipes and nutrition tips straight to your inbox!
Get Healthy Now! Extra Health Updates
Sign Up
Your privacy is important to us