AvenuebancosBB AmericasNomadWells Fargo

Conta Bancária no exterior

By 10 de setembro de 2021No Comments

Olá, amigos investidores!

 

Em 2016 eu precisei abrir uma conta bancária internacional. A partir dali eu iria receber meu salário em dólar por um período. Engraçado que 2016 não tá longe, estamos apenas 5 anos de distância de quando precisei abrir uma conta bancária mas as dificuldades eram imensas.

Não existia uma maneira de abrir uma conta bancária no exterior e ter acesso a um cartão de débito, estando no Brasil. No entanto, se você viajasse para o exterior, você conseguiria abrir uma conta. Ainda assim, não era tão simples. Hoje, temos uma facilidade enorme em ter uma conta bancária no exterior e um cartão de débito. Também ficou mais fácil e barato realizar câmbio.

Neste post vou comentar sobre ter uma conta bancária no exterior e minhas experiências com essas contas. Por fim, comentarei sobre a conta da Avenue que está chegando, apesar de estar testando o cartão de débito, ele ainda não está liberado a todos.

conta bancária no exterior

Conta bancária no exterior

 

Como comentei acima, precisei abrir uma conta bancária em 2016, no entanto, não tinha a menor noção de como fazer isso do Brasil. De fato não tinha como fazer com facilidade. Até existem empresas que oferecem esse serviço, contudo era caro e não achava confiável.

Agora vou contar minhas experiências bancárias.

BB Miami

Como eu iria receber salário em dólar, o Banco do Brasil abriu uma conta pra mim no BB Miami. Sendo assim, abri a conta por intermédio do Banco do Brasil.

O BB Miami não é um banco de varejo. Ele é mais um banco institucional do que um banco do “povo”. Como era uma conta salário, minha conta foi aberta. Recebi meu salário por um ano no BB Miami e quando acabou todo o período, mantive a conta.

No entanto, após 6 meses, recebi um comunicado que iriam me cobrar $50 por mês para manter a conta. Nem preciso falar que $50 por mês é caro demais para manter uma conta. Foi então que eu comecei a procurar outras soluções. Resolvi então abrir uma conta no BB Americas.

BB Americas

 

Conta bancária

 

O BB Americas é um banco de varejo, ou seja, se você quiser ter uma conta bancária, você consegue abrir conta do Brasil. Para isso, você precisa ser correntista do Banco do Brasil.

A abertura de conta é bem simples e você consegue fazer diretamente do seu celular. O suporte é em português o que facilita muito. O único empecilho é o valor da taxa mensal que, apesar de ser mais barata que o BB Miami ia me cobrar, ainda assim era cara. Custa $25 por mês para ter a conta.

Registrei todo o processo de abertura de conta juntamente com outras dúvidas nesses posts.

No entanto, com relação à taxa, caso você deixe pelo menos 10 mil dólares investidos ou parados na conta, você fica isento. Como eu não queria pagar os $50 no BB Miami, abri a conta no BB Americas e deixei 10 mil dólares parado lá para não pagar taxas.

Viajei por vários países diferentes e usei o cartão de débito. A conversão também não foi nada ruim. Há uma taxa por utilização do cartão fora dos EUA. Mas ainda assim, deixar 10 mil dólares parado na conta não estava me agradando. Foi então que eu procurei outra solução e achei o LeoPay.

LeoPay

 

Conta bancária

Pesquisando sobre conta bancária no exterior, encontrei o LeoPay. Isso foi em 2018, ou seja, dois anos após já ter conta no BB Miami. Me cadastrei com facilidade e recebi dois cartões de débito na minha residência no Brasil sem custo algum.

Vou deixar aqui embaixo os dois posts que fiz à época, falando sobre como abrir a conta e todas as características do Banco.

Entretanto, algo inesperado aconteceu. LeoPay deixou de atender os brasileiros de uma hora para a outra.

O Banco continua operando normalmente, ou seja, não quebrou e nem era um golpe. Contudo, por questões regulatórias, eles deixaram de oferecer seus serviços para os brasileiros.

Quem tinha dinheiro em conta teve umas semanas para sacar. No meu caso, nem deu tempo de transferir dinheiro para o LeoPay, eles encerram os serviços antes que eu transferisse dinheiro para lá.

Sendo assim, continuei com minha conta no BB Americas, reforçando que era a melhor opção, afinal, caso acontecesse alguma coisa na conta do LeoPay, imagine ter que viajar para a Europa para resolver?

Fiquei então com a conta do BB Americas até descobrir que dava pra abrir conta no Bank of Americas e no Wells Fargo, nos Estados Unidos, contudo, teria que ser presencialmente. Quando viajei para Orlando em 2019, abri então a conta na Wells Fargo.

Wells Fargo

Eu pesquisei bastante e vi que no Bank Of America seria necessário apresentar um comprovante de residência dos EUA. Vi muitas pessoas dando jeitinho brasileiro para apresentar o documento e abrir a conta.

Como eu já tinha visto o que tinha acontecido com o LeoPay e vi a possibilidade de encerrarem minha conta sem que eu tivesse escolha, resolvi não fazer nada de jeitinho. Afinal, é meu dinheiro suado que está sendo exposto.

Foi então que cheguei à Wells Fargo que estava abrindo contas para alguns estrangeiros com o comprovante de residência do próprio país. Como eles atendem muitos latinos, principalmente do México, acho que não viram problemas em atender brasileiros.

Vou deixar aqui embaixo os posts que fiz relatando como fiz a abertura de conta e todas as características do Banco.

O problema na hora de decidir foi lembrar que a Wells Fargo se envolveu em ilegalidade de aberturas de contas o que custou alguns bilhões ao banco. Para ser mais preciso, o acordo foi de 3 bilhões de dólares.

No entanto isso aconteceu em 2018 e eu continuei estudando o Banco até a abertura da minha conta. Cheguei a ter ações da Wells Fargo na minha carteira BPM High dividends, no entanto retirei quando eles cortaram os dividendos.

A abertura de conta foi tranquila demais. Usei e ainda uso o cartão de débito da Wells Fargo, inclusive usando em outros países. Caso eu precisasse ir pessoalmente resolver alguma coisa no banco, viajar para Orlando não seria o problema.

Contudo, apesar de ser uma excelente opção, ainda não é a melhor. Eis que algumas iniciativas brasileiras passaram a oferecer conta em banco e cartão de débito.

C6, BS2 e Nomad

 

Essas 3 iniciativas trouxeram para os brasileiros a possibilidade de ter uma conta e um cartão de débito no exterior. Entretanto, não oferecem uma conta bancária tradicional. O C6 e o BS2 possuem Offshore nas Ilhas Caymans. Já a Nomad oferece a conta por meio de um banco americano mesmo, o Evolve Bank.

Por mais caro que possa ser o serviço deles, ainda é muito mais barato do que usar o cartão de crédito brasileiro no exterior. Fazer câmbio em casas especializadas para poder viajar também é muito caro, então essas 3 iniciativas facilitaram a vida dos brasileiros.

Fique atento, pois vou fazer um estudo bem maior sobre esses bancos, suas características, vantagens, desvantagens e oportunidades para você decidir qual usar.

Eu abri conta em todos eles para testar o serviço e digo que para quem quer apenas fazer uma viagem isolada, usar qualquer um deles é ótimo. Mas como conta bancária, ainda não é a melhor opção. Eis que está chegando ao mercado a conta bancária da Avenue.

Avenue Banking

 

conta bancária

A Avenue você já conhece né. Chegou com a proposta de uma corretora no exterior que permitiria aos brasileiros um fácil acesso ao mercado americano. De fato isso vem ocorrendo ao longo dos anos. Hoje, como corretora, ela é a que mais oferece produtos para os brasileiros.

A Passfolio que também é uma corretora, não oferece tantos produtos ainda. A Stake e a Nomad, apesar de terem uma opção de investimentos, não são corretoras.

Vendo o tamanho do mercado brasileiro e do tamanho da vontade que os brasileiros têm em dolarizar seu patrimônio e ter uma conta em dólar, a Avenue começou as tratativas para oferecer um cartão de débito e uma conta bancária.

Atualmente os serviços já estão disponíveis para algumas pessoas testarem. Após ser aprovado tanto nas regulações quanto na utilização, mais clientes terão acesso aos serviços.

Se você ainda não entrou na lista de espera, solicite no chat. Se ainda não tem conta na Avenue, clique aqui para abrir. Não há custos para ter a conta, tanto na corretora, quanto no bank que será disponibilizado.

Com a chegada do Avenue Bank, aliado à Avenue Securities, o brasileiro passa a ter os mesmos serviços que os americanos têm com a TD Ameritrade, Charles Scwhab e alguns outros bancos que também são corretoras e oferecem os serviços interligados.

Eu comentei um pouco sobre os testes que fiz com o cartão da Nomad e da Avenue. Se você ainda não viu, clique no link abaixo.

Considerações Finais

 

Ainda tenho muitas considerações sobre o serviço de conta bancária internacional, no entanto para que o post não fique grande demais, vou tecer novos comentários em outro momento.

O que posso adiantar é que com a chegada dessas soluções simples, rápidas e baratas, o brasileiro pode ter acesso à uma moeda forte e uma conta com cartão de débito tornando-o mais livre para planejar sua vida financeira, tanto no Brasil quanto no exterior.

Se antigamente era uma dificuldade fazer uma viagem, um negócio ou morar fora, hoje com essas facilidades, virou uma realidade na palma da sua mão.

E você? Já tem conta no exterior? Já testou algumas dessas opções? Conte nos comentários o que você acha de ter uma conta bancária internacional.

Bons investimentos.

Alex.

Alex Mendes

Author Alex

Alex Mendes é o autor no site Como Investir no Exterior e do blog bpmilhao.com. Investe no Brasil desde 2007 e no exterior desde 2016.

More posts by Alex
0 0 votes
Article Rating
Inscreva-se
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Translate »
0
Que tal deixar seu comentário? Ele será bem vindo!x
()
x
Get our best healthy recipes and nutrition tips straight to your inbox!
Get Healthy Now! Extra Health Updates
Sign Up
Your privacy is important to us