Arquivo de tag apple

poradmin

Vale a pena investir em Apple?

Olá caros leitores!

As ações da Apple andam caindo bastante desde outubro de 2018 quando chegou a custar $ 233,47. Com uma queda de aproximadamente 35% as ações da Apple estão sendo negociadas em torno de $152,00. Mas será que ainda vale a pena investir em Apple?

A Apple é uma das maiores empresas no mercado financeiro e dispensa comentários sobre sua área de atuação. Foi a primeira empresa de capital aberto a atingir a marca de um trilhão de dólares no dia 02 de agosto de 2018 mas após 4 meses, perdeu quase 35% de seu valor em bolsa.

Participante da FAANG onde Amazon também atingiu a marca de um trilhão de dólares, a Apple é a única empresa do grupo que paga dividendos, as demais não pagam reinvestindo os lucros.

Carta de Tim Cook aos acionistas da Apple

Today we are revising our guidance for Apple’s fiscal 2019 first quarter, which ended on December 29. We now expect the following:

  • Revenue of approximately $84 billion
  • Gross margin of approximately 38 percent
  • Operating expenses of approximately $8.7 billion
  • Other income/(expense) of approximately $550 million
  • Tax rate of approximately 16.5 percent before discrete items

We expect the number of shares used in computing diluted EPS to be approximately 4.77 billion.

Tim Cook publicou uma carta aos investidores dizendo que estavam revisando o fechamento fiscal do primeiro trimestre de 2019 finalizado em 29 de dezembro e que as vendas de iPhones teriam caído no período.

A empresa anunciou uma redução na receita de aproximadamente 7,7%, do estimado 91 bilhões para 84 bilhões. O lucro por ação de 4,50 para 3,97 e com isso as ações da empresa despencaram nas últimas semanas atingindo menos de $150.

A alegação de Cook é de que a culpa está nos mercados emergentes, principalmente com a China. A queda deu-se praticamente na queda da venda dos iPhones que crescia em uma média de mais de 15% ao ano. O iPhone sempre foi o produto de maior venda da empresa trazendo a maior receita.

iPhone está ameaçado?

Venda de iPhones

Uma grande discussão paira sobre a galera que gosta de tecnologia e dos produtos da Apple. Será que o iPhone está ameaçado? Será que está ultrapassado? Vale a pena investir em Apple esperando que venda mais iPhones e a receita continue aumentando ano a ano?

Estas perguntas acabam que não tem uma resposta específica e vai da avaliação de cada um. Alguns falam que outras marcas como HUAWEI já apresentam tecnologia muito melhor, tela melhor, mais leve e o pior de tudo, muito mais barato.

As vendas de iPhone tiveram uma grande queda e um dos motivos que se falam é do programa de substituição de baterias que a Apple fez. Uma vez que as baterias podem ser trocadas por um preço bem camarada, os consumidores não veem necessidade de gastar dinheiro e trocar de aparelho.

Também pesa contra as vendas a época que o novo iPhone foi lançado. Enquanto os novos iPhones XS e XS Max foram vendidos no quarto trimestre de 2018, o iPhone X foi vendido no primeiro trimestre de 2018. Isto gerou um impacto no balanço quando comparado os trimestres correspondentes.

De qualquer maneira a Apple deverá inovar algo para 2019, pois se fizer a famigerada atualização para sua versão “S” como sempre, poderá não recuperar as vendas no curto prazo. Em média as pessoas trocam de iPhone a cada dois anos.

Outros produtos da Apple

Apple Watch

Se por um lado o iPhone deixou a desejar nas vendas fazendo a receita da Apple despencar, por outro os serviços e outros produtos como Apple Watch, vem aumentando o caixa da empresa nos últimos trimestres.

Tanto os serviços como iCloud e Apple Music como o Apple Watch cresceram mais de 20% em 2017 e 2018. Isto demonstra que as pessoas estão aderindo à outros produtos mas a concorrência continua apertada. Apple Watch compete com Samsung Watch e o serviço de nuvem tem diversos concorrentes, alguns até de graça.

Já as vendas de Macbook e de iPad também tiveram uma leve queda nos últimos anos. O preço destes produtos estão muito elevados o que dificulta a aquisição por pessoas até de classe média alta. A China que está sendo responsabilizada pela derrubada nas vendas, tem um momento difícil onde o salário mínimo é praticamente o preço de um iPhone, imagina um Macbook com Touch Bar?

Confira também se vale a pena esperar o dólar baixar para investir no exterior

Vale a pena investi em Apple?

Mas depois de todos esse alarido sobre a Apple por conta da carta de Tim Cook para este trimestre, será que ainda assim vale a pena investir na Apple? Será que como empresa, ela ainda oferece bons números e um futuro crescente como sempre teve?

Se formos analisar os números, a Apple tem mais de 130 bilhões de dólares em caixa e com esse dinheiro ela pode comprar diversas empresas, startups, cabeças pensantes, enfim tem bastante dinheiro para investir em novas ideias e novos produtos sem afetar as contas da empresa.

Pesa a favor dos investidores o programa de recompra de ações da Apple o qual possui a cifra de 100 bilhões de dólares, a grande capacidade de gerar caixa, o pagamento de dividendos crescentes sendo uma das empresas que mais paga dividendos no mundo e o maior investidor do mundo ter comprado bilhões de ações também.

Há, não podemos esquecer de rumores sobre um possível carro autônomo sendo testado pela Apple, coisa que o Google já está testando há anos. Lembro que estive no Google em 2014 e já vi o carro autônomo andando pelos campus da empresa.

Preço das ações da Apple

queda nas ações da Apple

Os entendidos de valuation estimam que o preço das ações da Apple, considerando um cenário conservador, fique entre $170 e $187. Em cenários bem pessimistas, considerando crescimentos pífios que nunca aconteceram, a ação pode custar $112 e no melhor cenário, voltar a $230.

Eu tenho ações da Apple e já fiz mais dois aportes desde que comprei pela primeira vez. Neste momento, como temos várias empresas com “desconto” optei por comprar só um pouquinho para dar oportunidade para outras como Black Rock.

Conclusão

Investir em Apple sempre foi sinônimo de ter participação no que há de mais inovador no mundo das tecnologias. A Apple é uma das maiores empresas de capital aberto no mercado financeiro dos Estados Unidos sendo uma das empresas que mais paga dividendos aos seus acionistas, não em valor individual mas em distribuição.

Possui produtos com grande barreira de saída, ou seja, quem tem um produto Apple não quer trocar mas por outro lado seus produtos estão bem caros o que dificulta pessoas de classe média adquirir. As vendas foram afetadas principalmente pela baixa venda de iPhones tendo a China como protagonista nesta redução.

Como empresa, ainda possui excelente caixa que pode ser usado para investimentos sem que isso aumente sua dívida ou atrapalhe o pagamento de dividendos. Sua capacidade de gerar caixa juntamente com o programa de recompra de ações favorece o investidor.

A empresa sempre teve fama de inovar em seus produtos, sendo assim esperamos que apresente produtos inovadores no futuro como fez no passado. Por hora, aumentei posição e acho que ainda vale a pena investir em Apple para longo prazo.

De qualquer maneira vamos aguardar o pronunciamento oficial no dia 29 de janeiro de 2019.

Bons investimentos a todos!

BPM

Disclosure: Lembro a todos que este site tem conteúdo apenas para estudos e não consiste em indicação de compra ou venda de ativos nem de qualquer outro tipo de investimento. Antes de investirem, estudem bastante e tenha certeza do que estão fazendo. Na dúvida, procurem um profissional da área ou uma corretora.

poradmin

Crash ou oportunidade no Mercado Americano?

 O mercado americano esta semana teve uma forte queda levando o índice ao patamar de junho gerando um certo pânico na maioria dos investidores. Mas será que há necessidade de pânico e de venda generalizada? O que mudou nas empresas em uma semana que justifica tal queda?

O mercado americano vem crescendo desde o crash de 2008 e nos últimos 10 meses ela cresceu ininterruptamente. Diversas empresas deram mais de 100% de lucro e seus balanços só foram melhorando mas como tudo que sobe tem que descer, chegou a hora de ver um queda no preço das empresas. 

Não há necessidade de pânico no momento. Não se define um crash em apenas uma semana. Muitos “especialistas” dizem há anos que um crash está se aproximando e uma hora eles vão acertar mas não vejo esse desespero todo no momento. Não adianta ser pessimista mas vejamos algumas ideias sobre essa queda. 

Crash no mercado americano?

Será que já podemos falar em crash no mercado americano? Não, ainda não. Estamos vendo uma guerra comercial entre Estados Unidos e China junto com aumento da taxa de juros pelo FED Federal Reserve, além disso, como falei, o mercado americano vem subindo desde a crise de 2008.

Uma das coisas que concorreram para a grande queda em curto espaço de tempo foram os robôs. Diversos robôs ficam programados para efetuarem compras e vendas de acordo com algumas premissas colocadas pelos gestores. Muitos ETF são gerenciados por robôs e com isso a queda pode se acentuar, pois quando um começa a vender atinge algum parâmetro de outro que começa também é assim por diante. 

Juntamente com as vendas dos robôs tem à venda dos pequenos investidores que acabam se desesperando por verem o preço cair 8% em um único dia. Muitos investidores não aguentam ver nenhuma queda e após quase 10 anos de alta fica difícil aceitar -12% em uma semana em sua carteira. 

Existe também os fundo de pensões, previdências e outros que acabam trocando posições ou simplesmente realizando lucros. Os alugueis de ações também são desfeitos nesses momentos. Fundos de investimentos também tem sua parcela de participação neste processo.

A alta das ações americanas 

Não vamos esquecer das altas das ações americanas. Somente este ano a Amazon subiu mais de 50%, Netflix mais de 70%, Apple mais de 30%, Grainger mais de 50% dentre muitas outras. Já era de se esperar uma grande realização no mercado americano e sempre é bom ter uma parte do dinheiro em liquidez para aproveitar essas oportunidades. 

Eu mesmo cheguei a ter 115% de alta em Grainger GWW em apenas um ano e meio e se quisesse vender e realizar o lucro, poderia dividir por 10 anos pra ficar em uma posição confortável ainda. 

Reparem no gráfico abaixo como o mercado americano subiu nos últimos 10 anos, representado pelo índice das 500 maiores empresas.

S&P 500 mercado americano

Olhando o gráfico, quem comprou para longo prazo se deu muito bem até mesmo porque as empresas pagaram dividendos ao longo deste período. Então não dá pra dizer de imediato que entramos em um crash só porque tivemos uma queda expressiva em uma semana.

Sabiam que existem empresas que pagam dividendos há mais de 25 anos ininterruptos?Conheçam as empresas Dividend Aristocrats?.

O que mudou no balanço das empresas?

A grande tacada para quem é holder é se perguntar o que aconteceu com a empresa para que o preço da ação caísse tanto assim? Se você é trader ou gosta de swing trade então essa queda vai fazer diferença mas se for buy & Hold, não vai afetar tanto. 

A maioria das empresas do mercado americano estavam bem esticadas no seu preço e agora caíram mas nada mudou no balanço das empresas. Você acha que da noite para o dia a maioria das empresas do mercado americano teve resultados ruins a ponto de diminuir seus lucros e aumentar suas dívidas?

Estudos de casos

Vamos ver o case da Apple. Eu particularmente acredito que a Apple vai novamente bater recordes de venda de iPhones. Eles lançaram um produto há muito esperado, lançaram o iPhone dual chip!  Com isso, aqueles que não compraram iPhone porque não gostam de carregar dois aparelhos, agora podem usufruir deste recurso que as concorrentes já têm há anos.

Além dos novos iPhones a Apple vem aumentando em muito seu serviço de assinaturas e de cloud, ou seja, a receita só tem aumentado e os lucros também. Recentemente atingiu a marca de empresa trilionária e possui um caixa monstruoso então ela continua sendo uma excelente empresa.

remessa online

Esta queda pode ser a oportunidade que esperamos para nos posicionar mais. Detalhe, nem comentei sobre os dividendos pagos, pois se for pra falar da Apple podemos fazer um post gigante só dela.

Se quiser utilizar outro exemplo bem pratico, posso falar de GWW que eu tenho. A ação chegou a dobrar de preço, no entanto os dividendos não dobraram.  Então os lucros da empresa aumentaram em uma proporção que os dividendos não acompanharam aumentando o caixa.

Vamos agora ver um case contrário, vamos ver GE General Electric. Eu cheguei ater GE e vendi com prejuízo de aproximadamente 30%. Enquanto a bolsa americana bombava, GE não apresentava bons resultados e caia acentuadamente saindo de $29 para $13. Neste caso justifica vender o ativo e ficar observando o comportamento para se posicionar caso venha a melhorar. 

Oportunidades de investimento em ações 

O momento é de oportunidades. Oportunidades de enviar dinheiro ao exterior com a queda do dólar voltando ao patamar de R$ 3,70 e oportunidades de comprar ações americanas após as recentes quedas. Claro que essa queda pode continuar mas de qualquer maneira já está dando um alívio nos preços para posicionar novamente.

Há também a oportunidade de comprar os Bonds americanos com taxas acima de 3%. E para aqueles que acreditam em um crash, ainda há oportunidades de operarem vendidos. Enfim, oportunidades existem em qualquer tendência de mercado mas o difícil é saber exatamente se a tendência já iniciou para um lado.

Enquanto escrevo este post o mercado já reagiu mostrando que não estamos em um crash. Para definirmos um crash precisaremos de muito mais do que uma semana de queda. Vamos ficar de olho nos próximos movimentos.

Conclusão 

Não se posicione pela cotação da ação em um dia ou uma semana. Não se posicione pelo fato de as ações perderem 15% em uma semana. Procure analisar os balanços da empresa e veja se o lucro diminuiu, se a dívida aumentou, se a venda ou os serviços diminuíram, se os custos ficaram mais caros.  Veja se a empresa está queimando caixa, se o endividamento está muito além de 200% dentre outros fundamentos.

Só venda um ativo caso ele perca os fundamentos e não porque o preço caiu. Claro que também há outros motivos para venda como o equilíbrio da carteira no caso de a empresa ter crescido tanto que aumentou demais a participação na sua carteira e você vende pra voltar ao patamar estabelecido. 

Aproveite as quedas de boas empresas para aumentar posição e consequentemente receber mãos dividendos para que no futuro possa viver de dividendos sem se preocupar com os preços dos ativos. Não se desespere! 

Bons Imvestimentos

BPM