Arquivo de tag apple

poradmin

Ainda vale a pena investir em Apple?

Ola caros investidores!

As vezes alguns amigos me perguntam se ainda vale a pena investir em Apple. Ontem eu estava olhando este post onde comentava se vamos a pena investir na Apple. Até fiz uma atualização da imagem destacada porque quando troquei de servidor, perdi algumas imagens. Para minha surpresa, ontem também saiu o balanço trimestral da Apple. 

Como vocês podem ver, a Apple juntamente com a Berkshire, são as maiores posições da minha carteira. Considerando que tio Buffet comprou um bocado de Apple, então minha posição na maçã é maior ainda. Continuo satisfeito com minhas ações, em outras palavras, não penso em vender. Já devem imaginar a minha resposta se ainda vale a pena investir em Apple mas se tem dúvida, acompanhe os números.

Esta semana fiz um post falando das FAANG incluindo a Microsoft e teci alguns comentários sobre a Apple. Comentei, por exemplo, as últimas compras de algumas startups, pela Apple, como a Shazam e uma outra de realidade aumentada. Com isso, considero que a empresa não fica pra trás no quesito inovação e essas aquisições trazem mentes e ideias novas. 

Resultado trimestral da Apple. 

O terceiro trimestre da Apple foi muito positivo. Apesar de o iPhone não ter vendido tanto assim, como temos visto ultimamente, os serviços superaram-se. Exemplo disso foi o aumento de 13% na categoria. O lucro no período foi de 10,044 bilhões de dólares superando as expectativas. 

Se formos comparar com o mesmo período do ano anterior, o resultado ainda ficou aquém. O resultado no terceiro trimestre fiscal de 2018 foi de 11,519 bilhões de dólares. Um fato interessante é que 59% das vendas vem de outros países que não os EUA.  Como resultado, no after market as ações estavam subindo mais de 4%. Agora a empresa passa novamente a marca de 1 trilhão de dólares e se aproxima da Microsoft. 

Vamos ver alguns números:

Divisão de receita:

  • iPhone, US $ 26 bilhões (consenso: US $ 26,31 bilhões); 
  • iPad, US $ 5 bilhões (consenso: US $ 5,17 bilhões); 
  • Mac, $ 5.8B (consenso: $ 5.45B); 
  • Wearables, Casa e Acessórios, $ 5.5B (consenso: $ 4.82B); 
  • Serviços, US $ 11,5 bilhões (nova receita recorde; consenso: US $ 11,68 bilhões);
  • A maior receita da China foi de US $ 9,2 bilhões, abaixo dos US $ 9,5 bilhões do ano anterior.
  • Margem bruta corresponde ao consenso de 37,6%.
  • As despesas operacionais foram de US $ 8.68B em comparação com a estimativa de US $ 8.72B. 

Como podemos ver, o resultado veio acima do esperado. A China que praticamente derrubou o preço das ações nos últimos trimestres com a diminuição na compra de iPhones, veio pouco abaixo do esperado. O grande destaque ficou nos serviços. O iPhone não é mais o líder em receita e vem diminuindo as vendas a cada trimestre. Neste trimestre fiscal as vendas diminuíram mas não foram tão ruins quanto no anterior.

O novo aplicativo da Apple TV lançado em maio em mais de 100 países reuniu todas as formas de assistir TV. Agora você tem tudo em um único app em todos os devices da marca. O acesso ao app cresceu 40% só nos EUA. A concorrência em cima dos aplicativos de Tv é grande mas a Apple está conseguindo trazer benefícios como a opção de só comprar aquilo que você quer assistir. Sempre comentei que as TV a cabo deveria acabar.

Apple Pay

ainda vale a pena investir em apple

A Apple Pay está completando quase 1 bilhão de transações por mês. Isso é mais do que o dobro do volume de um ano atrás. O Apple Pay foi lançado em 17 países no trimestre de junho, completando a cobertura na União Européia e levando a um total de 47 mercados atualmente. Com base no desempenho trimestral de junho, a Apple Pay agora está adicionando mais usuários novos do que o PayPal. Como resultado, o volume de transações mensais está crescendo 4x mais rápido, segundo Tim Cook.

A receita da Apple foi impactada positivamente com a venda de produtos e serviços como por exemplo o aumento nas vendas dos MacBook Pro e dos iPad. Os serviços como Apple Music e Cloud Service também tiveram aumento significativo.

As projeções para o próximo trimestre são: Receita, $ 61-64B (consenso: $ 60,9B);  margem bruta, 37,5-38,5% (consenso: 37,8%);  despesas operacionais, $ 8.7-8.8B (consenso: $ 8.75B). Será que conseguirão bater a meta? Vamos acompanhar e no próximo trimestre comparamos.

Mais novidades na Apple

Como já comentei, considero a Apple uma excelente empresa. Ela já mostrou que as vendas dos iPhones caíram mas estão aumentando outros serviços. Uma área que eles estão apostando forte é na área financeira. Acabamos de ver o resultado da Apple Pay e a mais nova da Apple é o lançamento do Apple Business Chat para apoiar de forma dinâmica alguns clientes como a corretora TD Ameritrade.

A TD Ameritrade também se tornou a primeira corretora do mundo a permitir o financiamento imediato de contas usando o Apple Pay, eliminando os 2 a 3 dias úteis que costumava levar para financiar contas por transferência bancária. Se isso começou com eles e está indo bem, imaginem o crescimento pelo mundo?

Ainda vale a pena investir em Apple?

A Empresa terminou o trimestre com quase US $ 211 bilhões em caixa mais títulos negociáveis. Retiraram US $ 3 bilhões de dívida a prazo e reduziram o papel comercial em US $ 2 bilhões durante o trimestre, deixando-os com uma dívida total de US $ 108 bilhões. Como resultado, o caixa líquido foi de US $ 102 bilhões no final do trimestre.

O caminho para alcançar uma posição neutra de caixa líquida ao longo do tempo continua. Retornaram mais de US $ 21 bilhões para os acionistas durante o trimestre, incluindo US $ 17 bilhões através de recompras no mercado aberto de quase 88 milhões de ações da Apple e US $ 3,6 bilhões em dividendos e equivalentes. A recompra de ações por exemplo, favorece o acionista.

Conclusão

Ainda vale a pena investir em Apple? Esta é uma pergunta difícil de responder. Há quem diga que a empresa está com os dias contados sem novidades pra lançar. Outros dizem que a empresa é muito resiliente e tem bons produtos a caminho. Fato é que a cada trimestre que passa a gente vê que o iPhone não é o principal produto mas os serviços têm crescido muito. Além disso, a China voltou a comprar Apple diminuindo a queda recente.

poradmin

FAANG -M, as maiores empresas de tecnologia

Olá caros investidores!

As maiores empresas de tecnologia são as chamadas FAANG – Facebook, Apple, Amazon, Netflix e Google. Ano passado eu fiz um post falando sobre as FAANG, se você não viu, te convido a clicar no link e dar uma lida. Naquela ocasião as empresas citadas estavam em média 20% abaixo de seu preço teto. Tem excelentes considerações naquele post mas as imagens com os gráficos das ações não estão aparecendo. Peço desculpas, pois quando troquei de servidor algumas imagens perderam-se.

Hoje trago um novo post sobre as FAANG e quero incluir mais uma empresa nesta lista. Que tal incluirmos Microsoft? Se você não viu a empresa de mais de 1 trilhão de dólares que quase ninguém comentou como a Apple, clique aqui. Não deixem de assistir ao vídeo no canal do youtube.

Uma crise à caminho nas FAANG?

Há meses escutamos falar sobre crise. Quem não ouviu frases como: A crise está por vir. Temos vários indicadores de uma crise. O mercado está inflado e temos uma bolha que vai estourar a qualquer momento. Os grandes investidores estão com bilhões líquidos para aproveitar a próxima crise. Dentre várias outras.

Claro que uma crise virá um dia. Já falamos sobre isso aqui no site e também em vídeos no youtube. O problema é que nunca saberemos quando a crise virá e até lá, temos que confiar nos fundamentos das empresas. Neste intuito, novamente vou trazer os gráficos de 10 anos das FAANG fazendo um comparativo com os preços da época.

Como este site é de estudos vamos ver se tivemos um bom retorno desde a última postagem caso tivéssemos comprado as FAANG naquela data. Após 8 meses a crise ainda não chegou e já tivemos 2 trimestres para ver se as empresas cresceram ou não. Os preços anteriores estão na postagem neste link. Relembro que expresso minha opinião e minha visão sobre as empresas. Leiam bastante e tirem as suas e debatam aqui.

Facebook

Facebook se mete em algumas confusões de vez em quando né. Eu não gosto muito do case porque como usuário não gosto muito do Facebook. Acho a plataforma bastante poluída e majoritariamente tem postagens fúteis ao invés de conteúdo útil. Claro que sei que temos que seguir as pessoas certas mas mesmo assim não me agrada muito.

Como falei anteriormente, o FB não proporciona nada ao usuário que produz conteúdo. Além de suas ações não pagarem dividendos, eles não te recompensam por propagandas que você possa fazer. Na verdade o número de contas do FB tem diminuído aos poucos.

Na última postagem FB estava cotada a $140 e hoje está cotada a $195,50. Como não paga dividendos então o ganho total é apenas o ganho de capital. A variação foi positiva em aproximadamente 39%. Ou seja, se você tivesse comprado FB em novembro quando fiz a postagem, teria um pelo ganho hoje.

Facebook

Apple

Apple é uma das minhas queridinhas. A maçã não tem apresentado tantas novidades assim em relação aos seus produtos. O que gosto é que eles têm muito dinheiro em caixa e sabem aproveitar as oportunidades. Há um ano compraram uma empresa de realidade aumentada. Também compraram a Shazam, que é um app de música.

No período de um ano a Apple comprou 7 empresas sendo a última uma empresa que era da Intel e que desenvolve modems para diversos devices, computador pessoal, carros autônomo e para a internet das coisas. Com esta aquisição de 1 bilhão de dólares, a Apple se aprofunda na luta do 5G. Ao todo já são mais de 100 empresas compradas desde 1988. Quem estiver à frente quando esta tecnologia estiver totalmente implantada, poderá ter grandes lucros.

Suas ações em novembro estavam cotadas a $195 e hoje estão cotadas a $210,2, ou seja, um aumento de 7,7%. O aumento foi bem mais modesto que o FB e mesmo se somarmos os dividendos do período ($1,23), chega a 8,5% de aumento. Lembrando que Apple foi a primeira empresa trilionária listada em bolsa apesar de não valer um trilhão hoje.

FAANG

Amazon

Amazon é a loja de tudo né! Gosto da empresa e do case apesar de não ter ações dela ainda. Amazon tem uma história muito interessante que recomendo lerem o livro “A Loja de Tudo”. Jeff Bezos é ousado e muito bom de negócios também.

Apesar de a Amazon não pagar dividendos (se pagasse seria muito pouco), também já chegou a valer mais de 1 trilhão em bolsa. Suas ações são cotadas a um alto valor chegando quase a $2.000 cada. Seus serviços são excelentes e também oferece “recompensas” aos seus afiliados. Bezos já fez excelentes aquisições como a Whole Foods.

Em novembro no último post sobre as FAANG as ações estavam cotadas a $1644 contra $1907 de hoje. Valorização no período foi de 16% aproximadamente. Nada mal também né?!

Faang Microsoft

Netflix

Netflix é um case bem louco. No vídeo que fiz sobre as FAANG + Microsoft vocês podem ver os gráficos e comparar o crescimento animal dela. Eu particularmente não tenhas ações da Netflix, pois nunca achei um ponto sólido de entrada.

Por outro lado, ela tem grandes concorrentes como a Amazon, a Apple e Disney. Já gastou muito produzindo séries como por exemplo House Of Cards e agora reduziu um pouco. Também não paga dividendos. Na minha opinião, ela oferecem um excelente serviço, ou seja, o cliente fica satisfeito. Como cliente mantenho mas como investidor, prefiro as outras.

Em novembro suas ações estavam cotadas a $294 e hoje estão a 330,80. A valorização neste período foi de 12,5% aproximadamente.

FAANG

Google

O Google vai dominar o mundo. É outro case que gosto muito apesar de ainda não ter suas ações. Quem não recorre ao Google para qualquer dúvida na vida? E quem não gosta do YouTube? Eu particularmente não tenho TV a cabo e só uso YouTube. Lá vejo tudo o que quero inclusive jornal ao vivo.

Google é outra empresa que vive comprando empresas menores. Com uma única conta você tem acesso a diversos serviços como um drive na nuvem, editor de blogs (blogger), e-mail dentre outros. Já comentei aqui no site que estive no Google em 2014 e eles já tinham um carro autônomo, ou seja, daqui a pouco eles lançam ao mercado.

Apesar de não pagar dividendos, Google trouxe um excelente crescimento aos seus acionistas. Em novembro suas ações estavam cotadas a $1045 contra 1236,60 de hoje. A valorização é de aproximadamente 18,5%.

GOOGLE

Microsoft

Bom, as FAANG são as mencionadas acima mas eu sempre me pergunto por quê Microsoft não entra nesse acrônimo? Já vi pessoas comentando de Tesla e NVidia entrarem mas Microsoft, nada. Pois bem, como vocês devem ter visto em post anteriores e vídeos, Microsoft hoje é a única empresa que está acima de 1 trilhão de dólares em valor de mercado.

A empresa divulgou balanço recentemente com um belo aumento em seus serviços. O lucro continua crescendo e pelo que andei lendo, a perspectiva é de mais crescimentos. Microsoft paga dividendos praticamente igual a Apple. Em termos de eficiência, ainda assim a Apple faz menos força para fazer lucro do que Microsoft.

No último post sobre as FAANG eu não mencionei a Microsoft. Hoje suas ações estão cotadas a $141 mas em novembro estavam $105, ou seja, uma rentabilidade de aproximadamente 34% sem contar dividendos. É outro case que gosto mas não estou dentro ainda.

Microsoft

Comparativo entre FAANG e MSFT

No vídeo também trouxe um comparativo entre as maiores empresas de tecnologia em relação a alguns múltiplos. Veja a análise completa no youtube e aqui trago uma imagem com uma tabela.

ações da apple

E se você tivesse comprado FAANG + Microsoft em novembro?

Como estou fazendo um estudo de caso das FAANG e incluindo a Microsoft, agora é hora de saber como uma carteira composta por essas empresas teria se comportado de novembro de 2018 até julho de 2019. Então na tabela abaixo apresento o resumo dos preços de novembro e de hoje.

StockCompraVenda
FB140,00195,50
AAPL195,00210,20
AMZN1644,001907
NFLX294,00330,80
GOOG1045,001236,60
MSFT105,00141
Total3423,004048,10

Resumindo, caso tivéssemos comprado as FAANG mais a Microsoft em novembro de 2018, hoje teríamos rendimento médio de 18,2%. Portanto, se dividirmos por 8 meses, chegaremos ao total de 2,27% ao mês. Para um momento em que esperamos uma crise, esta rentabilidade até que não está nada mal né?!

Conclusão

Mais uma vez podemos perceber que não dá para ficar operando notícias né?! Vimos ai que desde novembro de 2018, ou seja, há 8 meses, ouvimos falar em crise mas as ações subiram de preço. Todas as empresas que compõe as FAANG tiveram boa valorização como por exemplo, em destaque o Facebook e a Microsoft.

Inclui Microsoft ao grupo porque é uma outra empresa de tecnologia com grande crescimento e com valor de mercado de mais de um trilhão de dólares. Também paga dividendos como a Apple enquanto as demais FAANG não pagam.

Não fiquem ouvindo sobre boatos de crise. Analisem o comportamento das empresas e façam seus investimentos aos poucos. Caso a crise chegue, vocês poderão comprar boa empresas a preço melhores. Mas se não chegar, ainda tem a possibilidade de já receber bons dividendos e ter uma boa rentabilidade.

Bons investimentos!

poradmin

Vale a pena investir em Apple?

Olá caros leitores!

As ações da Apple andam caindo bastante desde outubro de 2018 quando chegou a custar $ 233,47. Com uma queda de aproximadamente 35% as ações da Apple estão sendo negociadas em torno de $152,00. Mas será que ainda vale a pena investir em Apple?

A Apple é uma das maiores empresas no mercado financeiro e dispensa comentários sobre sua área de atuação. Foi a primeira empresa de capital aberto a atingir a marca de um trilhão de dólares no dia 02 de agosto de 2018 mas após 4 meses, perdeu quase 35% de seu valor em bolsa.

Participante da FAANG onde Amazon também atingiu a marca de um trilhão de dólares, a Apple é a única empresa do grupo que paga dividendos, as demais não pagam reinvestindo os lucros.

Carta de Tim Cook aos acionistas da Apple

Today we are revising our guidance for Apple’s fiscal 2019 first quarter, which ended on December 29. We now expect the following:

  • Revenue of approximately $84 billion
  • Gross margin of approximately 38 percent
  • Operating expenses of approximately $8.7 billion
  • Other income/(expense) of approximately $550 million
  • Tax rate of approximately 16.5 percent before discrete items

We expect the number of shares used in computing diluted EPS to be approximately 4.77 billion.

Tim Cook publicou uma carta aos investidores dizendo que estavam revisando o fechamento fiscal do primeiro trimestre de 2019 finalizado em 29 de dezembro e que as vendas de iPhones teriam caído no período.

A empresa anunciou uma redução na receita de aproximadamente 7,7%, do estimado 91 bilhões para 84 bilhões. O lucro por ação de 4,50 para 3,97 e com isso as ações da empresa despencaram nas últimas semanas atingindo menos de $150.

A alegação de Cook é de que a culpa está nos mercados emergentes, principalmente com a China. A queda deu-se praticamente na queda da venda dos iPhones que crescia em uma média de mais de 15% ao ano. O iPhone sempre foi o produto de maior venda da empresa trazendo a maior receita.

iPhone está ameaçado?

novo iPhone

Uma grande discussão paira sobre a galera que gosta de tecnologia e dos produtos da Apple. Será que o iPhone está ameaçado? Será que está ultrapassado? Vale a pena investir em Apple esperando que venda mais iPhones e a receita continue aumentando ano a ano?

Estas perguntas acabam que não tem uma resposta específica e vai da avaliação de cada um. Alguns falam que outras marcas como HUAWEI já apresentam tecnologia muito melhor, tela melhor, mais leve e o pior de tudo, muito mais barato.

As vendas de iPhone tiveram uma grande queda e um dos motivos que se falam é do programa de substituição de baterias que a Apple fez. Uma vez que as baterias podem ser trocadas por um preço bem camarada, os consumidores não veem necessidade de gastar dinheiro e trocar de aparelho.

Também pesa contra as vendas a época que o novo iPhone foi lançado. Enquanto os novos iPhones XS e XS Max foram vendidos no quarto trimestre de 2018, o iPhone X foi vendido no primeiro trimestre de 2018. Isto gerou um impacto no balanço quando comparado os trimestres correspondentes.

De qualquer maneira a Apple deverá inovar algo para 2019, pois se fizer a famigerada atualização para sua versão “S” como sempre, poderá não recuperar as vendas no curto prazo. Em média as pessoas trocam de iPhone a cada dois anos.

Outros produtos da Apple

Se por um lado o iPhone deixou a desejar nas vendas fazendo a receita da Apple despencar, por outro os serviços e outros produtos como Apple Watch, vem aumentando o caixa da empresa nos últimos trimestres.

Tanto os serviços como iCloud e Apple Music como o Apple Watch cresceram mais de 20% em 2017 e 2018. Isto demonstra que as pessoas estão aderindo à outros produtos mas a concorrência continua apertada. Apple Watch compete com Samsung Watch e o serviço de nuvem tem diversos concorrentes, alguns até de graça.

Já as vendas de Macbook e de iPad também tiveram uma leve queda nos últimos anos. O preço destes produtos estão muito elevados o que dificulta a aquisição por pessoas até de classe média alta. A China que está sendo responsabilizada pela derrubada nas vendas, tem um momento difícil onde o salário mínimo é praticamente o preço de um iPhone, imagina um Macbook com Touch Bar?

Confira também se vale a pena esperar o dólar baixar para investir no exterior

Vale a pena investi em Apple?

Mas depois de todos esse alarido sobre a Apple por conta da carta de Tim Cook para este trimestre, será que ainda assim vale a pena investir na Apple? Será que como empresa, ela ainda oferece bons números e um futuro crescente como sempre teve?

Se formos analisar os números, a Apple tem mais de 130 bilhões de dólares em caixa e com esse dinheiro ela pode comprar diversas empresas, startups, cabeças pensantes, enfim tem bastante dinheiro para investir em novas ideias e novos produtos sem afetar as contas da empresa.

Pesa a favor dos investidores o programa de recompra de ações da Apple o qual possui a cifra de 100 bilhões de dólares, a grande capacidade de gerar caixa, o pagamento de dividendos crescentes sendo uma das empresas que mais paga dividendos no mundo e o maior investidor do mundo ter comprado bilhões de ações também.

Há, não podemos esquecer de rumores sobre um possível carro autônomo sendo testado pela Apple, coisa que o Google já está testando há anos. Lembro que estive no Google em 2014 e já vi o carro autônomo andando pelos campus da empresa.

Preço das ações da Apple

investir em apple

Os entendidos de valuation estimam que o preço das ações da Apple, considerando um cenário conservador, fique entre $170 e $187. Em cenários bem pessimistas, considerando crescimentos pífios que nunca aconteceram, a ação pode custar $112 e no melhor cenário, voltar a $230.

Eu tenho ações da Apple e já fiz mais dois aportes desde que comprei pela primeira vez. Neste momento, como temos várias empresas com “desconto” optei por comprar só um pouquinho para dar oportunidade para outras como por exemplo a Black Rock.

Conclusão

Investir em Apple sempre foi sinônimo de ter participação no que há de mais inovador no mundo das tecnologias. A Apple é uma das maiores empresas de capital aberto no mercado financeiro dos Estados Unidos sendo uma das empresas que mais paga dividendos aos seus acionistas, não em valor individual mas em distribuição.

Possui produtos com grande barreira de saída, ou seja, quem tem um produto Apple não quer trocar mas por outro lado seus produtos estão bem caros o que dificulta pessoas de classe média adquirir. As vendas foram afetadas principalmente pela baixa venda de iPhones tendo a China como protagonista nesta redução.

Como empresa, ainda possui excelente caixa que pode ser usado para investimentos sem que isso aumente sua dívida ou atrapalhe o pagamento de dividendos. Sua capacidade de gerar caixa juntamente com o programa de recompra de ações favorece o investidor.

A empresa sempre teve fama de inovar em seus produtos, sendo assim esperamos que apresente produtos inovadores no futuro como fez no passado. Por hora, aumentei posição e acho que ainda vale a pena investir em Apple para longo prazo.

De qualquer maneira vamos aguardar o pronunciamento oficial no dia 29 de janeiro de 2019.

Bons investimentos a todos!

BPM

Disclosure: Lembro a todos que este site tem conteúdo apenas para estudos e não consiste em indicação de compra ou venda de ativos nem de qualquer outro tipo de investimento. Antes de investirem, estudem bastante e tenha certeza do que estão fazendo. Na dúvida, procurem um profissional da área ou uma corretora.

poradmin

Crash ou oportunidade no Mercado Americano?

 O mercado americano esta semana teve uma forte queda levando o índice ao patamar de junho gerando um certo pânico na maioria dos investidores. Mas será que há necessidade de pânico e de venda generalizada? O que mudou nas empresas em uma semana que justifica tal queda?

O mercado americano vem crescendo desde o crash de 2008 e nos últimos 10 meses ela cresceu ininterruptamente. Diversas empresas deram mais de 100% de lucro e seus balanços só foram melhorando mas como tudo que sobe tem que descer, chegou a hora de ver um queda no preço das empresas. 

Não há necessidade de pânico no momento. Não se define um crash em apenas uma semana. Muitos “especialistas” dizem há anos que um crash está se aproximando e uma hora eles vão acertar mas não vejo esse desespero todo no momento. Não adianta ser pessimista mas vejamos algumas ideias sobre essa queda. 

Crash no mercado americano?

Será que já podemos falar em crash no mercado americano? Não, ainda não. Estamos vendo uma guerra comercial entre Estados Unidos e China junto com aumento da taxa de juros pelo FED Federal Reserve, além disso, como falei, o mercado americano vem subindo desde a crise de 2008.

Uma das coisas que concorreram para a grande queda em curto espaço de tempo foram os robôs. Diversos robôs ficam programados para efetuarem compras e vendas de acordo com algumas premissas colocadas pelos gestores. Muitos ETF são gerenciados por robôs e com isso a queda pode se acentuar, pois quando um começa a vender atinge algum parâmetro de outro que começa também é assim por diante. 

Juntamente com as vendas dos robôs tem à venda dos pequenos investidores que acabam se desesperando por verem o preço cair 8% em um único dia. Muitos investidores não aguentam ver nenhuma queda e após quase 10 anos de alta fica difícil aceitar -12% em uma semana em sua carteira. 

Existe também os fundo de pensões, previdências e outros que acabam trocando posições ou simplesmente realizando lucros. Os alugueis de ações também são desfeitos nesses momentos. Fundos de investimentos também tem sua parcela de participação neste processo.

A alta das ações americanas 

Não vamos esquecer das altas das ações americanas. Somente este ano a Amazon subiu mais de 50%, Netflix mais de 70%, Apple mais de 30%, Grainger mais de 50% dentre muitas outras. Já era de se esperar uma grande realização no mercado americano e sempre é bom ter uma parte do dinheiro em liquidez para aproveitar essas oportunidades. 

Eu mesmo cheguei a ter 115% de alta em Grainger GWW em apenas um ano e meio e se quisesse vender e realizar o lucro, poderia dividir por 10 anos pra ficar em uma posição confortável ainda. 

Reparem no gráfico abaixo como o mercado americano subiu nos últimos 10 anos, representado pelo índice das 500 maiores empresas.

S&P 500 mercado americano

Olhando o gráfico, quem comprou para longo prazo se deu muito bem até mesmo porque as empresas pagaram dividendos ao longo deste período. Então não dá pra dizer de imediato que entramos em um crash só porque tivemos uma queda expressiva em uma semana.

Sabiam que existem empresas que pagam dividendos há mais de 25 anos ininterruptos?Conheçam as empresas Dividend Aristocrats?.

O que mudou no balanço das empresas?

A grande tacada para quem é holder é se perguntar o que aconteceu com a empresa para que o preço da ação caísse tanto assim? Se você é trader ou gosta de swing trade então essa queda vai fazer diferença mas se for buy & Hold, não vai afetar tanto. 

A maioria das empresas do mercado americano estavam bem esticadas no seu preço e agora caíram mas nada mudou no balanço das empresas. Você acha que da noite para o dia a maioria das empresas do mercado americano teve resultados ruins a ponto de diminuir seus lucros e aumentar suas dívidas?

Estudos de casos

Vamos ver o case da Apple. Eu particularmente acredito que a Apple vai novamente bater recordes de venda de iPhones. Eles lançaram um produto há muito esperado, lançaram o iPhone dual chip!  Com isso, aqueles que não compraram iPhone porque não gostam de carregar dois aparelhos, agora podem usufruir deste recurso que as concorrentes já têm há anos.

Além dos novos iPhones a Apple vem aumentando em muito seu serviço de assinaturas e de cloud, ou seja, a receita só tem aumentado e os lucros também. Recentemente atingiu a marca de empresa trilionária e possui um caixa monstruoso então ela continua sendo uma excelente empresa.

remessa online

Esta queda pode ser a oportunidade que esperamos para nos posicionar mais. Detalhe, nem comentei sobre os dividendos pagos, pois se for pra falar da Apple podemos fazer um post gigante só dela.

Se quiser utilizar outro exemplo bem pratico, posso falar de GWW que eu tenho. A ação chegou a dobrar de preço, no entanto os dividendos não dobraram.  Então os lucros da empresa aumentaram em uma proporção que os dividendos não acompanharam aumentando o caixa.

Vamos agora ver um case contrário, vamos ver GE General Electric. Eu cheguei ater GE e vendi com prejuízo de aproximadamente 30%. Enquanto a bolsa americana bombava, GE não apresentava bons resultados e caia acentuadamente saindo de $29 para $13. Neste caso justifica vender o ativo e ficar observando o comportamento para se posicionar caso venha a melhorar. 

Oportunidades de investimento em ações 

O momento é de oportunidades. Oportunidades de enviar dinheiro ao exterior com a queda do dólar voltando ao patamar de R$ 3,70 e oportunidades de comprar ações americanas após as recentes quedas. Claro que essa queda pode continuar mas de qualquer maneira já está dando um alívio nos preços para posicionar novamente.

Há também a oportunidade de comprar os Bonds americanos com taxas acima de 3%. E para aqueles que acreditam em um crash, ainda há oportunidades de operarem vendidos. Enfim, oportunidades existem em qualquer tendência de mercado mas o difícil é saber exatamente se a tendência já iniciou para um lado.

Enquanto escrevo este post o mercado já reagiu mostrando que não estamos em um crash. Para definirmos um crash precisaremos de muito mais do que uma semana de queda. Vamos ficar de olho nos próximos movimentos.

Conclusão 

Não se posicione pela cotação da ação em um dia ou uma semana. Não se posicione pelo fato de as ações perderem 15% em uma semana. Procure analisar os balanços da empresa e veja se o lucro diminuiu, se a dívida aumentou, se a venda ou os serviços diminuíram, se os custos ficaram mais caros.  Veja se a empresa está queimando caixa, se o endividamento está muito além de 200% dentre outros fundamentos.

Só venda um ativo caso ele perca os fundamentos e não porque o preço caiu. Claro que também há outros motivos para venda como o equilíbrio da carteira no caso de a empresa ter crescido tanto que aumentou demais a participação na sua carteira e você vende pra voltar ao patamar estabelecido. 

Aproveite as quedas de boas empresas para aumentar posição e consequentemente receber mãos dividendos para que no futuro possa viver de dividendos sem se preocupar com os preços dos ativos. Não se desespere! 

Bons Imvestimentos

BPM