Arquivo de tag ETF

poradmin

Onde investir para se proteger de uma crise

Ola caros investidores!

Muitas pessoas tem falado em crise. Daí surge a dúvida de onde investir para se proteger de uma crise? Ouço falar em crise desde 2016. Já estamos em 2019 e até agora a crise não chegou. Será que ela chegará? Sim, ela chegará. Quando? Não sabemos! Na minha opinião Mr. Trump não via querer que haja uma crise em seu governo então vai batalhar muito para isso não acontecer. A reeleição depende disso.

Nunca saberemos exatamente quando uma crise acontecerá. Podemos examinar várias métrica mas uma crise não é igual a outra. A última grande crise que tivemos foi em 2008 quando houve a crise do subprime. Se você não sabe exatamente o que aconteceu, sugiro assistir o filma “A grande aposta”. Os caras previram uma crise que aconteceu 3 anos depois. Naquela época, poucos pensavam em onde investir para proteger de uma crise. O crédito estava liberado à torto e à direita.

Deixando de lado quando a crise vai acontecer, temos que pensar no que fazer durante uma crise. Antes da crise chegar também temos que tomar algumas medidas de proteção. Vários gestores de grandes fundos têm bastante dinheiro em liquidez para aproveitar esses momentos de baixa e você não pode ser muito diferente deles.

Comece a fazer um pequeno caixa

Se você realmente acha que uma crise está próxima então você precisa fazer um caixa para aproveitar oportunidades. Na minha opinião não precisa deixar de aportar até que uma crise aconteça. Até conheço pessoas que estão aguardando a crise para voltarem a investir. Isto é ruim porque você pode perder algumas boas oportunidades.

Uma sugestão é guardar 50% do seu aporte e investir os outros 50%. Pode colocar esse dinheiro em um Tesouro Selic por exemplo ou então em um CDB com liquidez diária. Ou se achar que a crise está tão perto assim, pode deixar na conta mesmo.

Fato é que quando a crise vier, você tem um dinheiro em caixa para aproveitar algumas oportunidades. Se um ativo começar a cair, provavelmente vai começar a cair rápido. Com dinheiro em caixa você vai aproveitando para comprar cada vez que tiver uma boa baixa. Não precisa comprar tudo de uma vez, vá aos poucos.

Onde investir para se proteger de uma crise

Existem alguns ativos onde você pode investir para se proteger se uma crise. Veremos alguns deles. Devo alertar que não é nenhuma recomendação de compra nem garantia de que você não sofrerá com uma crise. Apenas vou apresentar algumas opções onde a correlação pode ser negativa com uma grande queda.

Investindo em ETF

Uma das maneiras de ter uma exposição menor ao S&P500 é comprando alguns ETF. Se você ainda não tem familiaridade com os ETF, assista o vídeo onde mostro os principais gestores e onde buscar algumas informações.

Um deles é o XLP Consume Staples. Consume Staples é composto por coisas que precisamos no dia a dia. Compões essa lista, comidas, bebidas, produtos de higiene e até alguma coisa de álcool. Esse tipo de consumo as pessoas não estão muito dispostas a cortar e demoram a cortar, caso precisem.

No gráfico abaixo, na linha azul, podemos ver como o XLP se comportou desde 2006 até hoje. Já a linha roxa é a variação do S&P500. Reparem no círculo vermelho como XLP se comportou durante o período de crise. É uma oportunidade caso não queira ficar de fora do mercado.

onde investir para se proteger de uma crise

Falando um pouco de XLP, abaixo vemos a imagem com alguns produtos que compõe a lista. Primeiro temos os 10 maiores setores e depois temos as 10 maiores empresas com seus percentuais. Alguém para de tomar coca cola durante uma crise? Deixa de ir ao Walmart?

ETF xlp

Veja também a empresa que superou a Apple em valor de mercado passando de 1 trilhão de dólares

Investment Grade Bonds

Bonds são so nossos Tesouro Direto. É um investimento mais conservador e como estamos falando de proteger-se em um momento de crise, pode ser interessante deixar algum dinheiro com a garantia do governo. Reparem na imagem abaixo um comparativo entre o S&P500 e o ETF da iShares LQD. Percebam que a variação foi bem diferente e o LQD ficou bem estável durante a crise.

bonds para se proteger de uma crise

Na imagem abaixo podemos ver o crescimento do LQD desde seu lançamento. Reparem na variação durante a crise, apontada pela seta preta. No longo prazo, ou seja, desde 2002, o ETF teve excelente performance. O gráfico mostra uma simulação de um investimento de $10.000 desde seu lançamento.

ETF de bonds

Investir em Ouro contra a crise

O ouro é ouro né. Vários países como a China estão aumentando suas reservas de ouro. Em momentos de crises, em momentos em que as moedas podem não valer muito, o ouro sobe bastante. É a única moeda de troca que não perde valor. Mas não é simples comprar ouro.

Existem muitos ativos atrelados ao ouro mas não possuem o ouro físico. Imagine você ter que guardar umas 10 barras de ouro na sua casa? Imagine o risco que isso pode ser? Então, provavelmente você terá que colocar em algum lugar seguro e para isso, terá que pagar. Lembrando que ouro não paga dividendos. Tudo isso tem que ser pensado.

reserva em ouro

Na imagem acima podemos ver o ETF GLD seguido do S&P500 na linha roxa. Percebam o crescimento do ouro quando a crise começou. Vejam como o GLD descolou-se do S&P500. Então, se você acha que a crise está chegando, comece a pensar em compra ouro. Se pretende compra, então corra porque ele já subiu bastante nos últimos dias.

Para finalizar, observem no gráfico abaixo o GLD comparado com nosso dólar, ou seja, o USD/BRL. A linha roxa representa o USD/BRL. Vejam que, desde meados de 2005, o GLD rendeu mais de 170% enquanto o USD/BRL pouco mais de 52%.

como se proteger de uma crise

Conclusão

Onde investir para se proteger de uma crise é uma grande dúvida. Não há como se proteger 100% contra uma crise mas há opções que possuem menor volatilidade no momentos de grandes quedas. Identificar algumas dessas opções é o que vai minimizar a variação negativa da sua carteira.

Existem outras maneiras de investir para se proteger de uma possível crise mas tratarei em outro post. Temos também alguns ETF que operam vendido no índice e alavancado, ou seja, SP500 cai, o ETF sobe. Mais ou menos o que aconteceu no filme “A Grande Aposta” e você pode alavancar várias vezes.

Se você acha que a crise está bem pertinho, o que pensa de se segurar em uma dessas dicas?

Bons investimentos a todos!

poradmin

Ações ou ETF?

Ações ou ETF? Esta semana o grande Investidor Internacional publicou um post chamado: Ações ou ETF? Onde Investir? Como tenho investimentos nos dois tipos, resolvi mostrar a evolução dos meus investimentos  desde o início do ano. É uma postagem simples mostrando o gráfico desde janeiro até o último dia útil de julho.

Não vou detalhar as características, diferenças, semelhanças, vantagens e desvantagens entre ações ou ETF no momento. Para ler um pouco sobre o assunto, acessem o post dele mas de qualquer maneira vou relatar aqui minhas impressões sobre as duas classes de ativo então, vamos à algumas considerações iniciais.

Considerações iniciais

Primeiramente temos que ter em mente que não há regras quando se fala em investir. A única regra que eu prego é que suas decisões deixem você dormir tranquilo, se isto acontecer, você fez um bom investimento, sendo assim, não existe um melhor tipo de investimento, então não existe um ou outro, ou seja, não existe ações ou ETF, temos espaço para ambos na carteira.

Outra cosia a se considerar é que existem tantos tipos de ações ou ETF que fica impossível fazer comparações entre eles. Imaginem pegar um ETF de tecnologia com 50 empresas dentro dele e querer escolher 50 ações de empresas de tecnologia em separado para fazer um comparativo? São tantas variáveis que fica praticamente impossível de comparar. Em um momento você pode dizer que o ativo escolhido não teve uma boa perfomance mas se tivesse sido um outro ativo, o resultado seria diferente.

Vale a pena investir no exterior?

Comparativo ações ou ETF?

Este comparativo que vou mostrar é apenas pra identificar o que aconteceu com meus investimentos após minhas decisões. Não se trata de querer mostrar qual classe de investimento é melhor ou se eu tive prejuízo em uma em relação à outra. No momento das compras eu julguei que aquele ativo seria interessante e por isso coloquei na minha carteira mas pode acontecer de outro ativo ter perfomance muito superior.

Ações e ETF performance 2018

É comum após vermos uma alta em um ativo, ficar imaginando que deveríamos ter comprado mais e que não deveríamos ter comprado aquele outro que ao invés de subir, caiu. Eu mesmo tenho exemplos em minha carteira, comprei GE e ela caiu, vendi com prejuízo e após minha análise e venda, ela despencou mais ainda e ultrapassou 50% de queda.

Por outro lado, comprei GWW que subiu 113% sem contar os dividendos, neste momento poderia até pensar que deveria ter comprado mais, porém como falei, este pensamento não leva a nada a não ser à frustração.

Outro ponto a considerar é o bom momento para as ações americanas desde 2016. Se observamos no ano de 2018, teremos várias ações que subiram mais de 50% sem considerar os dividendos, isso faz com que o mercado de ações fique deslocado dos demais. No primeiro semestre os REIT pro exemplo ficaram bem descontados em relação às ações.

Gráfico comparativo

O gráfico abaixo mostra o comparativo entre ações e ETF entre janeiro a julho de 2018. As variações são praticamente os rendimentos, pois nesse intervalo de tempo eu só fiz um aporte em IBKR, meus maiores aportes em 2018 foram em REIT.

Como os ETF que possuo não distribuem dividendos, não somei os dividendos das ações para formular este gráfico.

Investir em ações ou ETF?
Ações ou ETF?

Podemos perceber que em fevereiro tivemos uma grande queda nas ações e consequentemente nos ETF mas em março as ações subiram bastante e os ETF não acompanharam.

Confira também os 5 passos iniciais para investir no exterior

Conclusão

Um comparativo desses serve apenas como estatística para ver como suas escolhas se comportaram ao longo do tempo. No fim de tudo você pode fazer uma média anual ou bienal ou até mesmo em um quinquênio pra ver os rendimentos das suas decisões, vale lembrar que quanto maior o tempo de investimento, mais fidedigno e linear ficam os rendimentos.

Eu não faço alterações na carteira com base em comparativos entre classes de ativos, as alterações são com base nos fundamentos de cada ativo, sendo assim, nada muda em minha carteira por enquanto.

E você? Já investe em ações ou ETF? Já fez um comparativo para ver quem está “ganhando”. Compartilhe conosco suas experiências.

Se você ainda não investe no exterior, convido a assinar a newsletter e acompanhar os tutorias e as postagens.

Bons investimentos a todos!

BPM

poradmin

Onde investir no exterior?

Quando se fala em investir, você provavelmente já deve ter se perguntado onde investir? Muitas pessoas não têm noção nenhuma de onde investir e nem sabe quais tipos de investimentos existem e isto faz com que seu dinheiro fique na poupança ou então acaba criando uma prestação pra poder guardar dinheiro.

No Brasil existem diversos tipos de investimentos mas as pessoas não dominam nem 30% deles. Se olharmos o número de CPF cadastrados na Bovespa neste link, veremos que não chega a 800 mil investidores.

Onde investir

Se no Brasil o universo de investidores é pequeno, o que dizer de brasileiros que investem no exterior? Neste link do site do Banco Central você pode acessar o relatório completo mostrando várias métricas dos investimentos no exterior. Na tabela abaixo podemos observar que somos pouco mais do que 40 mil investidores no exterior. Reparem o crescimento nos últimos anos.

Quantidade de investidores no exterior.

Como podemos observar, o número de investidores no exterior está crescendo a cada ano e a tendência é aumentar ainda mais. Fatores como crise política, crise financeira, falta de segurança, filhos estudando no exterior, viagens dentre outros, acabam levando o brasileiro a procurar investir fora.

Mas se os brasileiros não sabem nem investir no Brasil, não conhecem os produtos que as corretoras oferecem, como vai investir no exterior? Essa é a árdua missão que eu e outros camaradas tentamos mostrar e ensinar todos os dias.

5 Tipos de investimentos no exterior

Se no Brasil temos vários tipos de investimentos como ações, CDB, Fundos de investimento imobiliários, Debêntures, Fundos de investimentos, Tesouro Direto, ETF dentre outros, no exterior temos isso e muito mais.

Vamos a uma pequena lista de alguns dos ativos que podemos investir no exterior. Posteriormente farei post com comentários sobre cada um deles e assim você vai aprendendo o que existe e escolhendo qual o melhor tipo para investir.

Ações

É o tipo de investimento mais comum que existe. Não há mistério nenhum para investir em ações tanto no Brasil quanto no exterior. Basicamente é uma empresa que publica trimestralmente seu balanço mostrando as operações, receitas, investimentos, compras, desenvolvimentos, dentre outros dados e você decide se quer ser sócio dela ou não.

Investir em ações é se tornar sócio da empresa e toda vez que ela tiver lucro, irá distribuir parte para os acionistas e aí você ganha os famosos dividendos. Com esses dividendos você pode investir mais ou usar para viver.

Existem milhares de empresas boas para investir e a maioria delas você já conhece. Você conhece a Apple? Acha que o iPhone é um bom aparelho? Ele vende muito? Você conhece o Facebook? Tem muita propaganda por lá? Você acessa diariamente? Será que existem muitos usuários lá? Conhece a Cocal cola? O Google? A IBM? A Disney? A Netflix? A Amazon? Enfim, viu quantas empresas você já conhece e já sabe a avaliação delas?

Veja aqui como abrir sua conta no exterior

REIT – Real Estate Investment Trust 

Investir em REIT é uma das opções mais comuns. Os famosos REIT são bem parecidos com os Fundos de Investimento Imobiliário Brasileiro. São imóveis, escritórios, shopping, hotéis, parques, galpões espalhados não só pelos Estados Unidos 🇺🇸 como pelo mundo todo que todos os meses pagam os alugueis e 90% disso é distribuído entre os acionistas.

Os REIT junto com as ações são as formas mais conhecidas no exterior para retornar uma renda mensal como um salário devido ao fato do pagamento regular dos dividendos.

Bonds

Investir em Bonds é como investir em nosso Tesouro Direto, ou seja, é uma maneira de o Governo pegar um empréstimo com você a uma taxa de juros não tempo. Claro que se você pegar um empréstimo no banco não terá a mesma taxa que o governo te pagará mas para aqueles que têm dinheiro para investir e querem tranquilidade de uma renda fixa, os Bonds são boas opções.

Um pouco diferente do Brasil, no exterior, principalmente nos EUA 🇺🇸, os governos estaduais e municipais também emitem os Bonds. Dentro desta área há uma gama de títulos a escolher. Hoje em dia a taxa de juros nos EUA 🇺🇸 está em torno de 2,8% o que é bastante para a economia americana. 

ETF – Exchange Trade Funds

Os ETF é um grupo diversificado de ativos e alguns fundos de índices tentam replicar índices como o S&P500, Russel2000 dentre outros. Investir em ETF é investir em varias empresas ao mesmo tempo. Pensem em um ETF como um grupo de alguma coisa que alguém resolveu juntar e comercializar.

Existem ETF só de empresas de tecnologia, sendo assim esse ETF terá diversas ações de empresas como Apple, Facebook, Google, IBM, Samsung, Nvidia, Intel, GE dentre outras e assim também podem pagar bons dividendos uma vez que todas essas empresas que o compõe, pagam regularmente.

Existem ETF que replicam índices do mundo todo, empresas asiáticas, empresas hospitalares, empresas financeiras, bancos e muito mais. É um universo imenso de possibilidades em investir em várias empresas ao mesmo tempo no mundo todo.

Veja aqui como enviar dinheiro para sua corretora sem pagar taxas

Perpetual Bonds

Os Perpetual Bonds são como as Debêntures no Brasil. Empresas privadas pegam empréstimos de você e remuneram a uma taxa de juros sem data de vencimento. Eles não são resgatáveis mas em contra partida pagam bons juros constante.

Para se ter uma ideia, empresas brasileiras oferecem Perpetual Bonds nos Estados Unidos pagando bons juros em dólar. Itaú, Banco do Brasil, BRFoods são algumas das empresas.

Conlcusão

Existem muitas outras maneiras de investir no exterior e apresentei somente 5 opções de investimentos. O universo é tão grande que só nessas 5 categorias podemos escrever vários posts sobre eles e é o que farei ao longo do tempo.

Acompanhem os posts para ver o detalhamento de cada tipo de investimentos e se aprofundar um pouco mais. Você conhecerá as características de cada um deles bem como as vantagens e desvantagens.